Coleção On-line Cidade Palimpséstica: Fechando com chave de ouro

Ao longo dos últimos semestres, os alunos do Curso de Museologia da UFMG empreenderam grandes esforços na concretização da Cidade Palimpséstica. Trata-se da exposição curricular de 2019, que envolveu a curadoria e pesquisa de um vasto acervo, pertencente ao Laboratório de Fotodocumentação Sylvio de Vasconcellos (LAFODOC/UFMG).

A exposição em si também exigiu complexa logística, acontecendo no Espaço Cultural CBTU e em algumas estações do metrô, além do Centro Cultural UFMG e da Escola de Arquitetura, Urbanismo e Design da UFMG. Os alunos brilharam e o resultado foi uma exposição instigante, profissional e belíssima.

Além daquelas dedicadas à exposição curricular, outras disciplinas orbitaram em torno do tema e do acervo da Cidade Palimpséstica. Atividades educativas conduziram os visitantes em uma visita mediada, que terminou num piquenique no Parque Municipal, onde o bate-papo sobre as questões da nossa cidade se prolongou sob as árvores. Uma ocupação e uma escola foram recebidas com carinho pelos nossos professores e estudantes, além dos inúmeros visitantes que prestigiaram este trabalho.

Paralelo às exposições presenciais, muita coisa aconteceu também no universo digital. Vídeos divulgaram nas redes sociais todo o trabalho em curso. Os alunos rechearam este blog com posts, numa viagem através do tempo. Histórias sobre o LAFODOC e seu fundador, a gráfica da EAD/UFMG e suas obras raras, pontos de encontro tradicionais da capital mineira (como o Viaduto Santa Tereza e o Parque Municipal), bem como as estantes transbordando livros e a arquitetura transbordando curvas da Biblioteca Estadual.

Ali pertinho da Biblioteca, na Praça da Liberdade, tivemos um “encontro marcado” com a tecnologia, por meio de experiências de Realidade Aumentada, que evadiram a exposição no Centro Cultural UFMG e ganharam o espaço urbano.

Convidados especiais trouxeram literatura para este website. Com eles nos encontramos pelas ruas de Belo Horizonte e conhecemos suas águas e gradis. Assistimos, aterrorizados, suas loucas e perigosas aventuras. Refletimos sobre os tantos anônimos que constroem a cidade em que habitamos.

Inspirados pela Cidade Palimpséstica, a exposição on-line Travessia revelou que nossos futuros museólogos já possuem dentro de si um curador sensível e apurado. Nesta mostra, os estudantes reescreveram os significados de fotografias do LAFODOC, publicando na Internet seu palimpsesto do olhar.

A exposição Travessia só foi possível graças à equipe Tainacan. Com seu apoio e incentivo, descobrimos como essa plataforma para coleções on-line, genuinamente brasileira e totalmente gratuita, é simples e eficaz. Tem todas as competências para ganhar o mundo.

E é a através dela que publicamos, agora, a versão digital da Exposição Cidade Palimpséstica. Para aqueles que já viram presencialmente as fotografias e querem rever, bem como para qualquer um que se encontre nos rincões do planeta Terra, conectados por este fio invisível que nos une no ciberespaço.

A equipe Cidade Palimpséstica se despede por aqui. Que 2020 nos traga novas exposições, novos temas e novos desafios, nesta instigante jornada de aprendermos enquanto ensinamos. Prosseguimos, incansáveis, na construção de um Brasil mais democrático, justo e informado através da universidade pública, da cultura e dos museus.

Bem-vindos à Cidade Palimpséstica on-line. Clique para visitar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *